Medicina Vibracional – Novo Paradigma da Efluvioterapia do séc. XXI

14.03.2014 22:41

Medicina Vibracional - Novo Paradigma da Efluvioterapia do séc. XXI

A Medicina Vibracional é reconhecida pela ciência de acordo com a "visão einsteiniana". A visão einsteiniana considera o ser humano a partir de uma perspectiva dimensional superior.
O ser humano é formado por vários campos energéticos (olhos místicos e chacras).

A matéria é uma forma de energia dinâmica submetida às limitações impostas por campos flutuantes de energia desde as partículas subatómicas infinitesimais até o nível do corpo físico.

Os médicos mantêm ainda a sua posição cartesiana e arrogante perante estes fenómenos.

René Descartes (1595-1650)

«O método cartesiano, criado por René Descartes, (filósofo, físico e matemático francês) consiste no Ceticismo Metodológico:
Descartes institui a dúvida: só se pode dizer que existe aquilo que possa ser provado.

René Descartes (1595-1650)
René Descartes (1595-1650)
Filósofo, cientista, matemático.
O fundador da filosofia moderna” e o “pai da matemática moderna”


O próprio Descartes consegue provar a existência do próprio eu (que duvida, portanto, é sujeito de algo - cogito ergo sum, penso logo existo). O ato de duvidar como indubitável.»

A sociedade anseia por um modelo de medicina menos conservador, mais flexível e aberto á complementaridade com outras áreas da ciência.

Dr. Richard Gerber

O Dr. Richard Gerber (médico norte-americano), clínico geral na cidade de Livônia, em Michigan, criou o movimento de Medicina Vibracional. O Dr. Richard Gerber ficou mundialmente famoso ao propor a incorporação dos conceitos da física quântica na medicina, através de vários livros. Há 20 anos que ele estuda estes conceitos.

Ainda é necessário percorrer muito caminho para estes conceitos serem aceites no meio da medicina convencional. Medicina Vibracional é um novo conceito na área da medicina, despertando para uma novo tipo de abordagem entre as emoções e o corpo físico.

Médico norte-americano), clínico geral na cidade de Livônia, em Michigan, criou o movimento de Medicina Vibracional.
O Dr. Richard Gerber ficou mundialmente famoso ao propor a incorporação dos conceitos da física quântica na medicina, através de vários livros.

Há 20 anos que ele estuda estes conceitos.

Dr. Richard Gerber
Dr. Richard Gerber

Teorização - I

A utilização da imposição de mãos [emissão de eflúvios = efluvioterapia] para curar doenças humanas remonta há milhares de anos na história humana.
Evidências da sua utilização no Egipto antigo são encontradas no Papiro de Ebers (1552 antes de Cristo).
Este documento descreve o uso da imposição de mãos [emissão de eflúvios = efluvioterapia]para curar, como tratamento médico.
Quatro séc. a.C., os gregos usaram a terapia do toque terapêutico nos seus templos Asklepian para curar os enfermos.
A Bíblia tem muitas referências ao uso da imposição de mãos [emissão de eflúvios = efluvioterapia], em curas médicas e espirituais.
Muitas das curas milagrosas de Jesus foram feitas através da imposição de mãos [emissão de eflúvios = efluvioterapia] .
Na igreja cristã primitiva, o uso da imposição de mãos (emissão de eflúvios = efluvioterapia), foi combinada com o uso sacramental da água benta e óleo.

 

Teorização - II

Na Europa, o ministério de cura era realizado como um toque real.
Reis de vários países europeus alegadamente obtiveram sucesso com a cura de doenças como a tuberculose.
Na Inglaterra, este método da imposição de mãos [emissão de eflúvios = efluvioterapia]começou com Eduardo, o Confessor, durou sete séculos, e terminou com o reinado dos cépticos William IV.
Investigadores debruçaram-se sobre os mecanismos de cura e teorizaram sobre a provável natureza magnética de energias envolvidas.
Um dos primeiros defensores de uma força magnética vital da natureza foi o polémico médicoTheophrastus Bombastus von Hohenheim, também conhecido como Paracelso(1493-1541).
No século seguinte á morte de Paracelso, a tradição magnética foi realizada por Robert Fludd, médico e místico.
Fludd era considerado um dos melhores teóricos e dos mais destacados alquimistas do início do século XVII. Ele descreveu o papel do sol na área da saúde como uma fonte de luz e vida.
O Sol era considerado o provedor da vida indispensável a todos os seres vivos na Terra.

 

Teorização - III

Em 1778 um curandeiro radical - Franz Anton Mesmer - adiantou-se ao dizer que poderia ter sucesso terapêutico notável, sem a necessidade da fé dos seus pacientes.
Franz Anton Mesmer alegou que os resultados da cura aconteceram através da utilização esclarecida de uma energia universal que ele chamou de fluidum.
Durante as primeiras pesquisas médicas, em Viena, Mesmer descobriu que a colocação de um ímã sobre as áreas do corpo afectadas pela doença, curava.
Em 1784, o rei da França nomeou uma comissão de inquérito sobre a validade das experiências de Mesmer, na cura.
As Comissões eram compostas por membros da Academia das Ciências, da Academia de Medicina, da Sociedade Real, bem como o estadista norte-americano e cientista Benjamin Franklin.
O objectivo destas experiências era verificar a presença ou ausência do fluidum magnéticoque Mesmer alegou, ter sido a força da cura que esteve na base do seu sucesso terapêutico.
A conclusão da comissão apesar de não negar o sucesso terapêutico com os pacientes de Mesmer, considerou que os efeitos médicos de Mesmer foram produzidos por excitação, sensibilidade, imaginação e imitação (de outros pacientes).
Em 1831 uma comissão da Secção Médica da Academie des Sciences, analisou o magnetismo animal e aceitou o ponto de vista de Mesmer.

A Medicina Convencional (modelo Newtoniano)

Medicina Convencional

O corpo é visto como uma máquina, controlada pelo cérebro e pelo sistema nervoso autónomo (o supremo computador biológico).

A Medicina Vibracional (modelo Ensteiniano)

Medicina Vibracional

É uma forma diferente de abordagem e de tratamento das doenças manifestadas por desequilíbrios energéticos.